• luizaholloraculista

A grande dificuldade de se ver com amor!

Atualizado: Jul 2

Geralmente a sociedade nos ensina, desde pequenos, a não nos respeitarmos e sempre tentar ser melhor que o outro.



Eu lembro que na adolescência era bem tímida e não me expunha muito, ou seja, não mostrava nada de bom que sabia ou poderia fazer. Isso causava um grande sentimento de diminuição, achando que não era boa igual os outros.


Demorei pra me encontrar e deixar a timidez de lado, conseguindo me expressar e botar pro externo tudo que tinha no meu interno. Hoje em dia eu tiro isso de letra, passei até a ser uma pessoa sincera e direta de mais hahaha. Mas tudo isso foi um movimento interno meu, de me aceitar e entender os meus limites.


Talvez eu não seja tão expansiva quanto a outra pessoa, mas o meu silêncio e introspecção são tão bons quanto aquilo, mas claro, sem diminuir a importância do outro. O problema disso tudo é a comparação, né?


A comparação faz a gente não se aceitar, e por consequência não se amar. Você não é o outro e não vai ser! Pode até tentar procurar a semelhança, mas você é único... assim como o outro. Marque aqui alguma pessoa que você se espelha e admira. Mas lembre-se que não tem problema você não ser igual a ela, o importante é aprender com essa admiração e... se amar! 🔮✨💛

1 visualização

© 2020 por Luiza Holl Oraculista. 

  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle